Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Like A Man

Ligada à corrente

Harley-Davidson LiveWire™ (5).jpg

 

Segundo os especialistas, estaremos a viver a maior transformação do mercado motorizado, quem sabe desde a invenção do próprio automóvel. A alternativa real aos motores de combustão está a acontecer. Daí a perspectivar a condução de uma Harley Davidson eléctrica vai uma distância… aparentemente curta.

 

Sim, é já para o final deste ano que está anunciado o lançamento da primeira moto eléctrica da marca americana, que até já tem nome: “LIVEWIRE”. Um nome que, numa tradução livre, significará algo como “Fio Vivo”. E bem viva será esta aposta da Harley Davidson para um mercado que se perspectiva em ebulição, ou melhor dizendo, ligado à corrente, de tantas novidades que se anunciam por aí. Mas esta é bem real e já pode ser vista aqui.

 

Harley-Davidson LiveWire™ (1).jpg

 

É estranho, muito estranho, pensarmos numa Harley Davidson eléctrica mas - hey! - não há aqui velhos, muito menos do Restelo. E estou longe de ser um purista. Acredito na evolução das coisas, e se há caminho que temos de percorrer é o de tornar a mobilidade mais sustentável, sobretudo quanto temos mercados como o Americano que é conhecido pelas suas motos grande, potentes e, claro, poluentes.

 

É, por isso, curioso este sinal da HD, que faz desta LiveWire uma digna representante do futuro da marca, trazendo para o motociclista atual propulsão elétrica de alto desempenho, um design que impressiona e uma conectividade nunca vista. Primeira de um novo portfólio de motos que oferece uma experiência totalmente nova em duas rodas, a LiveWire promete oferecer uma aceleração emocionante com um manuseio ágil, associada a materiais e acabamentos premium e um conjunto completo de ajudas e interfaces eletrónicos para uma experiência completamente conectada.

 

Harley-Davidson LiveWire™ (2).jpg

 

A ideia é simples: se a performance irá proporcionar uma condução emocionante para motociclistas experientes, o seu design sem embraiagem irá apelar aos novos condutores, tornando a experiência mais fácil do que nunca. Veremos se resulta, sobretudo para os purista da marca, ou fanáticos disto de “ser motard”. Eu, que não sou nem uma coisa nem outra, fiquei bastante curioso para experimentar esta Harley Davidson LiveWire.

 

Falta muito para o futuro?


Para os interessados (ou curiosos), fiquem com a informação fornecida pela marca:

Uma completamente nova experiência de condução com a icónica potência da Harley-Davidson

Acessível a novos motociclistas e uma emoção para motociclistas experientes, a LiveWire™ é a combinação perfeita de potência, performance e tecnologia. As características incluem:

 

  • Aceleração incrível: Dos 0 aos 100 km/h em menos de 3,5 segundos. O binário instantâneo fornecido pelo motor elétrico H-D Revelation™ pode produzir 100% do seu valor nominal no momento em que se roda o acelerador e 100% desse binário está sempre disponível.

 

  • Twist-and-go - Facilidade de utilização: A energia elétrica não requer embraiagem nem troca de velocidades, simplificando enormemente a condução para novos condutores. Todos os condutores apreciarão o efeito de travagem com modo de regeneração de energia, uma vez que adiciona carga à bateria, especialmente em trânsito urbano intermitente.

 

  • Serviço H-D™ Connect: A LiveWire está equipada com H-D™ Connect, que conecta os motociclistas com as suas motos por meio de uma “LTE-enabled Telematics Control Unit” em conjunto com serviços de conectividade e cloud utilizando a versão mais recente da Harley-Davidson™ App. Essa tecnologia faz da LiveWire a primeira moto elétrica “mass-market” Norte-Americana conectada com uma rede móvel. Com o H-D Connect, os dados são coletados e transferidos para a app para fornecer informações no smartphone do condutor sobre:

 

    • Status da Moto: As informações disponíveis através do H-D Connect incluem o status da carga da bateria e a autonomia disponível em qualquer local onde haja sinal suficiente disponível. Isso permite que o condutor verifique remotamente o status da carga, incluindo o nível de carga e o tempo até à conclusão. Os condutores poderão localizar uma estação de carregamento com facilidade graças a um sistema de localização integrado no aplicativo H-D.

 

    • Alertas e localização do veículo: O H-D Connect indica a localização da LiveWire estacionada e os alertas podem ser enviados para o smartphone do motociclista se a moto for mexida ou movida. O rastreamento de veículos roubados com GPS proporciona tranquilidade para que a localização da moto possa ser rastreada (requer assistência das forças de segurança. Disponível em mercados selecionados).

 

    • Lembretes e notificações de revisão: Lembretes sobre a próxima revisão e outras notificações de manutenção do veículo serão fornecidos ao motociclista por meio da H-D App. Além disso, os condutores receberão lembretes de revisão automatizados.

 

●    Desempenho e alcance otimizados para o motociclista urbano: Com uma autonomia estimada de 185 km em vias urbanas com uma única carga.

 

●    Manuseio e controle: O chassis da LiveWire foi projetado para proporcionar manuseio ágil para controle confiante nas ruas urbanas e uma condução emocionante em estradas com curvas. O motor H-D Revelation™ encontra-se na parte inferior da moto para reduzir o centro de gravidade e ajudar ao bom manuseamento da moto em todas as velocidades e tornar mais fácil o controle quando se para. A moto também possui tecnologia premium – O Electronic Chassis Control é de série e possui um Anti-lock Braking System e Controlo de Tração “cornering-enhanced”. Os sistemas são totalmente eletrónicos e utilizam a mais recente unidade de medição inercial e tecnologia de sensor ABS.

 

● Novo som característico diferenciado da Harley-Davidson, vibração mínima: A LiveWire apresenta o motor eléctrico H-D Revelation ™, que produz vibração, calor e ruído mínimos e que por isso aumenta o conforto do condutor. O modelo LiveWire foi projetado para produzir um novo som característico Harley-Davidson, conforme acelera e ganha velocidade; este novo som futurista representa a potência elétrica suave da LiveWire.

 

Do projeto LiveWire ™ à moto LiveWire

A visão por trás da moto LiveWire começou com o Project LiveWire, revelado como um protótipo em 2014. Por meio de um “demo program” itinerante, o Project LiveWire deu aos potenciais clientes a oportunidade de fornecer feedback sobre o que eles gostariam de ter numa verdadeira moto elétrica Harley-Davidson e dar forma à evolução da moto de acordo com a abordagem liderada pelos clientes da Motor Company. A resposta foi muito entusiástica - e a moto de produção LiveWire incorpora o conhecimento adquirido com o desenvolvimento dos protótipos, o feedback das demos dos clientes, o progresso do design na Harley-Davidson e a mais avançada tecnologia.

 

A LiveWire estará à venda em 2019 e terá um preço PVPR de 34.500€

 

Harley-Davidson LiveWire™ (4).jpg

Harley-Davidson LiveWire™ (7).jpg

 

 

O que se aprende sobre moda com os italianos!

Pitti Immagine Uomo 95- Pitti People - 015.jpg

Fui à Pitti Uomo pela primeira vez! Para quem não sabe, a Pitti Uomo é o maior encontro de moda e lifestyle masculinos do mundo. Não há outra feira como esta - que se realiza duas vezes por ano na cidade italiana de Florença - em janeiro para apresentar as coleções de outono/inverno e em julho para apresentar as coleções de primavera/verão do ano seguinte.

 

A feira é enorme e está sempre a abarrotar. São mais de 30 mil pessoas que durante quatro dias enchem o local, na Fortezza da Basso, um forte na zona norte da pequena cidade. Inúmeras nacionalidades de várias zonas do globo, do Japão à China, da Alemanha às Américas, comungando do gosto pela moda e pelas tendências no masculino.

 

PITTI IMMAGINE UOMO 95- THE TRADESHOW - 078.jpg

Tive um convite profissional para ir cobrir a feira e estive por Florença (o terceiro destino mais visitado em Itália) pouco mais de 30 horas. E é lá que nascem tendências, não apenas por aquilo que a indústria apresenta (cerca de 1200 expositores) mas também pelos estilos novos que se vão vendo aqui e acolá.

 

Daquilo que me deu a perceber, e de uma forma muito sucinta, algumas das tendências para nós senhores:

 

PITTI IMMAGINE UOMO 95- THE TRADESHOW - 009.jpg

# Sapatilhas chunky – mais ou menos espalhafatosas, vieram para ficar. Muitas marcas optam por este modelo para o próximo outono/inverno. E nos pés dos visitantes viu-se muito deste tipo de sapatilha, onde ainda pululavam – aqui e acolá – uns imaculados Stan Smith ou Gucci.

 

# Calças pelo tornozelo – continua a moda! E mesmo com temperaturas de 2 graus de máxima vi alguns fashion victims a mostrar o tornozelo sem meias. Ficam a saber, de iinverno ou no verão, tornozelos à mostra, senhores. Sem pudor!

 

# As calças estão a ficar mais largas, não tão depressa como seria de esperar, mas o skin está out, como se diz nas revistas de teenagers.

 

# Ainda na parte de baixo da indumentárias, as meias criativas vieram para ficar. Sejam encarnadas – muitas meias encarnadas vi eu -, seja às riscas, às bolinhas, às risquinhas.

 

# Muito blazer. Muita t-shirt branca. Muito pullover (à cintura ou por cima do blazer). Poucas camisas. Parece que as camisas ficaram guardadas para quando se usa gravata. Giro, não?


PITTI IMMAGINE UOMO 95- THE TRADESHOW - 020.jpg

# Camadas e mais camadas: cachecóis ou lenços, por cima de garbanidas que por sua vez estão por cima de blazers, que por sua vez estão por cima de pullovers e de uma nesga de tshirt branca que surge meticulosamente na gola ou junto ao cinto. Como se fosse por acaso.

 

Em suma, não há muita coisa a mudar na moda masculina, mas sim um reafirmar de detalhes. E como se diz, Deus está nos detalhes, certo?

O Alentejo na sala de estar

cercal-house1.jpg

 

Somos fãs da boa arquitectura. Se for portuguesa e envolver o contacto com a natureza, tanto melhor. É, definitivamente, o caso desta Casa do Cercal que, como o nome indica, tem o código postal desta vila Alentejana, ali bem perto de Vila Nova de Milfontes.

 

Deste projecto do estúdio Atelier Data, gostamos da forma como as linhas direitas, não só lhe conferem uma contemporaneidade sempre atractiva, como se integram na paisagem de uma forma que o “nosso” Alentejo bem merece (abaixo os mamarrachos!).

 

No interior, a luz natural é uma presença constante, o que faz todo o sentido numa região que tem uma luz encantadora. Com a zona de estar a ocupar o centro da casa, as portas deslizantes abrem para fundir interior e exterior, aproximando a sala da piscina e, claro, de uma paisagem alentejana sempre apaixonante.

 

cercal-house3.jpg

cercal-house4.jpg

cercal-house5.jpg

cercal-house6.jpg

cercal-house7.jpg

 

 

5 ideias a seguir para ter um 2019 fantástico

IMG_2419.JPG

 

Começou o ano! E apesar de apenas ser apenas uma data no calendário que a maioria da sociedade ocidental usa para se regular, é também uma altura que nos faz pensar. Pensar no que passou nos últimos 12 meses e no que gostávamos de fazer para os próximos.

 

As intenções são sempre as melhores. Contudo, vamos ser "homenzinhos" e fazer uma lista de intenções para que vós - e nós aqui no blog - as possamos seguir e saber, daqui a 12 meses, se as conseguimos cumprir. Achamos, sinceramente, se as seguirem que vão ter um 2019 do cacete. 

 

1. Fazer exercício. Sim, sabemos todos que nesta primeira semana os ginásios e clubes de fitness não têm mãos a medir nas novas inscrições. Mas também sabemos que lá para o meio de fevereiro metade já foram anuladas (pelo menos mentalmente) ou estão esquecidas. Não façam isso. Sim, inscrevam-se num ginásio, mas não se fiquem por aí. Corram na rua com amigos (ou juntem-se aos vários grupos de corrida gratuitos da cidade), vão para uma box de Crossfit. combinem a jogatana semanal de futsal com amigos. Mas, pela vossa saúde, façam desporto! Não é só por causa do verão, que vai aparecer daqui a mais ou menos cinco meses. É pela saúde. Mesmo. - Ah. E em jeito de p.s. , façam mais sexo. É bom para a saúde e para o intelecto. 

2. Comer melhor. Sim, nesta primeira semana de 2019 vamos todos tentar comer melhor do que nos últimos quinze dias de 2018. Mas sabemos que é, tal como a ida aos ginásios, uma coisa fugaz. Não o façam. Escolham comer melhor. Mais grelhados, mais fruta. E não vai ser apenas essa sensação de inchaço que vai desaparecer, vão ficar melhor e vão sentir-se melhor convosco próprios. Juntem ao comer melhor uma mini dieta. Mesmo que seja só para vós e em segredo. Que tal perder 3kg já este mês? Vamos a isso?

3. Desligar das Redes Sociais. Já tanto foi escrito sobre isto que parece que nada do que lemos faz efeito para pormos de lado o Instagram e o Facebook. E não faz. Somos nós, e apenas nós que conseguimos desligar. Tentem monotorizar o tempo no smartphone - a maioria dos novos já dá para isso. Não dediquem mais de hora e meia por dia nas Redes Sociais. E já é muito, não acham?

4. Ler mais. Todos leem, verdade? Façam a pergunta aos vossos amigos. E todos respondem que leem muito. Mas será mesmo assim? Quantos de vós leu um ou dois romances em 2018? Quantos de nós conseguiu resistir entre ler mais umas páginas cheias de letras ou ver as fotos das miúdas giras que aparecem no nosso feed do Insta mesmo sem querermos? Há tempo para tudo - há sempre tempo para ver miúdas giras - mas também deve haver tempo para ler. Ponham uma meta: ler um livro a cada trimestre. Não é muito. Mas são mais quatro livros que vamos ler num ano. 

5.Viajar. E pode ser por Portugal. Pode ser para ir comer um prato típico a 300km de distância. Seja para o fim-de-semana com a namorada (que também pode ser a vossa mulher), com os filhos. Ou até mesmo sozinho. Viajar dá-nos mundo. E por vocês a viagem é quase mais importante que o destino. Viagens baratas estão hoje ao vosso dispor. Planeiem já uma viagem para a primavera. Saiam do vosso conforto e conheçam outras realidades. Nós aqui no LiAM somos adeptos disso, como podem verificar pelo nosso Instagram. 

Estamos certos que se seguirmos, TODOS, estes cinco passos vamos ter um 2019 fantástico. Bom ano para vocês, e sejam felizes.