Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Like A Man

Peixola: um restaurante para partilhar

Taco_polvo.jpg

 

Será uma das vantagens desta coisa de ser “blogger” (à falta de termo melhor para definir esta nossa condição). Receber convites para inaugurações, estreias e testes de produto, marcas e, neste caso, restaurantes. O convite chegou com o propósito de assistirmos, provando, à apresentação na nova carta do restaurante Peixola, com a assinatura do Chef Vitor Hugo, ex-responsável pelos sabores do Eleven e 100 Maneiras. Um óptimo cartão de visita, pensámos.

 

Como homens curiosos e educados que somos, lá estávamos à hora marcada, um final de tarde de um dia de semana. Para quem ainda não conhece o espaço e o conceito, o Peixola fica na Rua do Alecrim, bem no coração de Lisboa, próximo, por exemplo, do São Luiz, do São Carlos, do Trindade e de toda uma animação que tende a terminar tarde. O que terá ditado a opção pelo conceito: um restaurante com um ambiente sofisticado e intimista, centrado num enorme balcão com capacidade para 30 pessoas, onde todos acabam por poder ver-se uns aos outros. Bom para o convívio e para as conversas informais, portanto. Para os mais reservados, há ainda a opção das tradicionais mesas. Talvez mais apropriadas para aquele primeiro “date”, onde a conversa é, idealmente, a dois.

 

Espaco3.jpg

Espaco8.jpg

 

Mas o conceito não se esgota no balcão, nada disso. Ora vejam: o Peixola só está aberto para jantar e de quarta a sábado tem “Maré Alta”, um horário especial que mantém as portas abertas até às 02h00. Óptimo para receber os mais notívagos.

 

Mas, afinal, o que se come (e bebe) por aqui?

 

A nova carta Peixola introduz uma combinação de pratos inovadores que evidenciam a simplicidade e riqueza dos ingredientes, aqui com twist do Chef Vitor Hugo e sob a influência das diferentes cozinhas do mundo. “Gravlax de salmão com zimbro e molho de endro”, “Ostras com maracujá e espuma do mar”, “Sopa fria de clorofila de espinafres com garoupa marinada e pó de avelã” (fotos em baixo) ou “Taco de polvo com molho de caril vermelho e coentros” (foto de topo) são apenas algumas das sugestões desta nova carta. Sugestões que nos foram apresentadas e que provámos com um sorriso na cara. Um sorriso na cara e um copo na mão. É que o Peixola aposta também, e muito, na carta de bebidas. Os vinhos e espumantes ganham nesta nova carta um protagonismo especial, onde reinam os cocktails, especialmente à base de Rum.

 

Ostras_com_Maracuja2.jpg

Sopa_Clorofila2.jpg

 

No nosso caso, e por sugestão do Filipe que já havia visitado a Espumantaria do Petisco (do mesmo grupo do Peixola), ficámos pelo Espumante “Da Casa”. Uma experiência diferente para mim, acompanhar toda uma refeição com espumante, mas muito interessante. Diz quem provou, que os cocktails são muito bons.

 

Para fechar, ficámos pela recomendação do Chef, um petit gateau de caramelo com gelado de frutos vermelhos, e... bom, não sendo nós propriamente tímidos no uso que fazemos da língua portuguesa, ficamos um pouco sem palavras para descrever aqueles minutos (poucos) que decorreram entre a primeira e a última colherada desta verdadeira bomba de sensações.

 

VitorHugo_Nuno.jpg

 

Uma nota final para agradecer o convite e a simpatia do Chef Vitor Hugo (uma verdadeira “rock star”) e do Nuno Correia Pereira, um dos mentores deste projecto, mas também para dizer que toda esta experiência está disponível também nas plataformas Glovo e Uber Eats, o que torna possível experimentar toda a carta em casa ou, até, surpreender num jantar de amigos. O balcão, esse, é inamovível, pelo que pudemos perceber. Mas merece uma visita, sem dúvida. E nós vamos voltar, com toda a certeza.

 

Peixola

Área total do espaço: 100m2

Lugares sentados: 30 lugares ao balcão e 8 lugares em mesa

Horário: Domingo a 2ª das 19h às 0h00, 4ª a sábado das 18h às 02h00

Preço médio: 25€/30€

 

DaCasa2.jpg

 

 

Gentleman, o primeiro perfume da Sacoor

sacoor perfume.jpg

Tangerina, canela e cardamomo juntos. É assim que cheira Gentleman, o primeiro perfume para homem da portuguesa Sacoor Brothers.

 

Lançado para homens “You know what it takes do be one”, Gentleman remete para um estilo de vida moderno, sofisticado e o seu aroma transporta para o Oriente mais cosmopolita.

 

sacoor perfume2.jpg

 

A fragrância é composta por aroma a tangerina e cardamomo, que evolui para uma essência mais floral (sardinheira e rosa) mantendo o cheiro frutado pelas flores de laranjeira. O toque final de canela e couro conferem-lhe um aroma mais encorpado, quente e aberto. O novo perfume está disponível em versão de 100 ml, com venda exclusiva nas lojas e site Sacoor Brothers.

 

 

Porsche: 70 anos a acelerar as nossas vidas

 

Do 356 ao Mission E em três minutos e trinta e oito segundos. A Porsche já nos habituou a acelerações rápidas, mas 70 anos em tão pouco tempo é obra. Como são as peças de arte em forma de automóvel da marca germânica, de resto. 


Fiquem com este vídeo que nos transporta pelos últimos 70 anos da marca que deu ao mundo, entre outros, o mítico 911. "Últimos" que são os primeiros. Ficamos ansiosamente à espera das próximas novidades.  

Antonia: a edição especial da Diadora

B.ELITE ANTONIA X DIADORA HERITAGE PVP 250EUROS.jp

A Diadora está a comemorar 70 anos. Sabiam? Vai daí, decidiu juntar-se a várias outras marcas para o lançamento de edições especiais, onde apresenta reinterpretações dos seus modelos mais icónicos.

Este modelo que aqui apresentamos é fruto da colaboração com a marcar de luxo milanesa, Antonia. Assim, a edição B.Elite Antonia é limitada, claro está, a 200 pares e estarão, dentro em breve, disponíveis em boutiques selecionadas e lojas de sapatilhas um pouco por todo o mundo. Se gostam de coisas exclusivas, vão atrás da Antonia.

B.ELITE ANTONIA X DIADORA HERITAGE PVP 250EUROS_3.

 

É produzido através de pele premium de canguru, e apresentam o logótipo bordado a agulha em tons de branco, laranja e azul. A inspiração para estes tons foi retirada das fitas e pulseiras de ténis que eram usadas nos anos oitenta, os B.Elite. A sola EVA garante leveza e conforto, enquanto a construção e o tom branco natural são fiéis ao modelo original. O preço de cada par é de cerca de 250 euros.

 

B.ELITE ANTONIA X DIADORA HERITAGE PVP 250EUROS_2.

 

 

 

Trabalhar com estilo

barn1.jpg

Todos temos, no nosso imaginário, uma imagem um pouco romântica dos celeiros “à americana”. Os tradicionais “barns” onde tanta coisa sempre acontece nos filmes. Desde o estranho que chega à cidade e que se esconde no celeiro para depois se apaixonar pela filha do dono da casa, até à queda de naves espaciais com os inevitáveis E.T.s a bordo, tudo parece acontecer à volta desta figura arquitectónica que, por cá, tem muito pouca ou nenhuma expressão.

 

 

 

 

Conheçam a nova Harley Davidson

Harley-Davidson Breakout (6).jpg

Chama-se Breakout e é a nova Harley Davidson. E, a acreditar pelo comunicado que a marca nos fez chegar, trata-se de uma mota que alia a típica atitude das motos da marca a uma agilidade nunca vista. Sim, continuamos a falar de uma Harley Davidson!

 

Mas vejamos, o pneu traseiro tem uns impressionantes 240 mm, e a suspensão, totalmente nova, permite colocar a potência máxima na estrada. A redução de 17kg no peso faz o resto para uma sensação de velocidade que se sente a cada rodar de punho.

Harley-Davidson Breakout (7).jpg

 

Este modelo é lançado para comemorar o 115º aniversário da marca norte-americana. E segundo a HD é “uma completa revolução custom com vários modelos Softail totalmente novos que combinam a hard-riding performance da gama Dyna® com o look custom sem paralelo da linha Softail”.

Nós gostamos do que vemos nas imagens e estamos mesmo muito entusiasmados em testá-la. Leram bem, senhores da Harley?

 Harley-Davidson Breakout_.jpg

 

 

Sugestão: a Madeira dos Paus

Capturar.JPG


A abrir uma confissão: não gosto de música cantada em português de Portugal. Podem já começar a atirar-me coisas, mas não gosto! Tenho grande dificuldade em ouvir a música cantada pela língua cá do burgo. No entanto, se for cantada pelo português do Brasil, já gosto mais.

Mas, e como em tudo, há sempre um “mas”, e uma dessas (poucas) exceções é a banda PAUS.

 

É a nossa sugestão desta semana, em que a primavera teima a não chegar. Ouvir o novo álbum dos PAUS que se chama "Madeira". Aliás, para os mais atentos, hoje, dia 13 de abril, os quatro músicos vão estar no Capitólio em Lisboa e amanhã, 14, vão estar no Teatro Aveirense, em Aveiro.

Capturar1.JPG


Não existe uma razão especial para gostar do som dos Paus, mas a verdade é que gosto. Das duas baterias, da electrónica aqui e acolá e do som a beber aos Sonic Youth - digo eu. Nunca os vi ao vivo, apenas trabalhei na mesma empresa, embora indiretamente, com um dos membros da banda: o Joaquim Albergaria, numa altura em que ele começava a lançar – com os restantes membros da banda – os Paus.

Uma rápida audição por este novo "Madeira" e destacam-se, logo, quatro músicas: "L123"; "Madeira", "970 Espadas" e "Blusão de Ganza II". É muito, muito bom. E estou certo que uma vez que comecem a ouvir esta banda, vão ficar “viciados”.

29216230_1737154469661693_217155938782543872_n.jpg

 

Já no primeiro álbum, “Paus”, se podia verificar os caminhos por onde os quatro músicos nos queriam levar. “Madeira” confirma mais maturidade. Dá vontade de brincar com as palavras e dizer que os Paus estão como um bom Porto envelhecido em barricas de madeira. Mas ao contrário do vinho, este “Madeira” é para consumir sem limitações.

 

Fiquem com um dos vídeos de "Madeira" - "L123":

 

We can be heroes. E agora podemos "ser" Bowie numa questão de segundos

poster_David.jpg

Disclaimer: este é, muito possivelmente, o post mais geek do LiAM até ao momento. Mas corre, também, o risco de ser um dos mais fixes de sempre. Ora vejam e avaliem.

 

Sempre atentos ao que se faz lá por fora, chegou-nos ao conhecimento de que dois designers gráficos franceses estariam a disponibilizar fonts com a caligrafia de alguns dos mais famosos letristas dos nossos tempos. Fomos pesquisar e.… confirma-se.

 

 

 

O nosso amigo Johnny lança Blender's Batch

Both bottles comped together_RT_V2.jpg

Com amigos assim... estamos garantidos! Não é que a Johnnie Walker acaba de lançar edições especiais Blender’s Batch: Rum Cask Finish e Espresso Roast? São edições limitadas, como nós gostamos, e que acabam de nascer das mãos de 12 especialistas em fusão.

 

O Espresso Roast tem notas de café e chocolate e foram os sabores escolhidos por uma das Master Blender da Johnnie Walker, Aimée Gibson. Já a edição Rum Cask Finish tem características de blend suave, picante e doce que nasceu graças ao trabalho do master Blender, Chris Clark.

 

Razões mais que suficientes para convidarmos os amigos e testarmos estes novos sabores Johnnie Walker. Não acham?

Um mercado só para homens? Meus senhores, sejam bem-vindos ao The Glentemen’s Market

topo.png

É um fenómeno que já tem alguns anos. Os Mercados, Mercaditos e Mercadinhos organizados por bloggers, marcas de nicho ou até por marcas de maior dimensão.

Mas o que nunca houve - não a esta escala, pelo menos - foi um Mercado exclusivamente para homens. Não houve... até agora. E o "exclusivamente" aqui é com as devidas aspas, já que todos sabemos que raramente os homens vão às compras sozinhos. Meus senhores, preparem-se para conhecer o The Glentemen’s Market.

 

Como parte interessada, e Media Partner do projecto, o LiAM foi conversar com os responsáveis. Fiquem com o resultado e não esqueçam de marcar já na agenda: 12 e 13 de Maio vamos ter um encontro de cavalheiros. Vemo-nos por lá!

Pág. 1/2