Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Like A Man

Like A Man

Viagem: quando em Itália, sê um homem das cavernas.

Matera.jpg

 

Senhores, a expressão “Homem das Cavernas” não será estranha a qualquer um de nós. Ou em casa dos pais, quando a mãe se queixava da desarrumação do quarto, ou já adulto quando um comportamento menos “sociavelmente aceite” terá merecido por parte da nossa cara metade um muito enérgico “pareces um homem das cavernas”, a verdade é que esta é uma expressão com que nos habituámos a conviver. Por experiência própria ou de amigos próximos (esses sim, uns verdadeiros “selvagens”).

 

Neste caso, recordamos a expressão, mas no sentido oposto. Em Matera, Itália, um lugar classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, ser um “homem das cavernas” é algo muito moderno. Isto porque a própria cidade do estado de Basilicata é conhecida como a cidade dos Sassi, ou seja, a Cidade das Pedras. Uma combinação de diferentes eras, desde a pré-história, com as vilas do neolítico que se desenvolveram nas Idades do Bronze e do Ferro que continuaram habitadas no período dos Romanos, na Idade Média e assim por diante, até aos dias de hoje. Dias em que, se escolherem este hotel que aqui deixamos como sugestão, terão uma experiência como dificilmente irão repetir em qualquer outra parte do mundo.

 

exterior.jpg

 

Sextantio Le Grotte Della Civita, leva a ideia da habitação em cavernas a um nível totalmente diferente. Para melhor, claro.

 

Escondido na parte posterior da cidade montanhosa, aqui os quartos e suites são nem mais nem menos do que amplas grutas, com pisos em pedra e decoração à base de mobiliário tão antigo quanto a própria cidade (ok, talvez um pouco menos).

 

quarto.jpg

 

A entrada para o hotel faz-se para um terraço com uma vista magnífica para o vale do Parque Nacional de Murgia, a apenas uma caminhada de distância do centro da cidada. A mesma vista para onde estão voltados os quartos, cujas janelas esculpidas na pedra permitem a entrada da iluminação diurna. À noite predomina a luz das velas, que repousam nas prateleiras e nas lajes esculpidas na rocha.

 

Outro detalhe delicioso salta à vista na hora do banho, já que os chuveiros estão colocados de forma a que água seja drenada para zonas com uma curvatura natural.

 

quarto2.jpg

 

Mediante marcação prévia, os hóspedes podem ainda desfrutar de um jantar exclusivo na antiga igreja da propriedade. Abençoados sejam.

 

vista.jpg

 

 

 

1 comentário

Comentar post