Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

Like A Man

Trabalhar com estilo

barn1.jpg

Todos temos, no nosso imaginário, uma imagem um pouco romântica dos celeiros “à americana”. Os tradicionais “barns” onde tanta coisa sempre acontece nos filmes. Desde o estranho que chega à cidade e que se esconde no celeiro para depois se apaixonar pela filha do dono da casa, até à queda de naves espaciais com os inevitáveis E.T.s a bordo, tudo parece acontecer à volta desta figura arquitectónica que, por cá, tem muito pouca ou nenhuma expressão.

 

Não é, por isso, de estranhar que este exemplo nos chegue lá de fora. Um exemplo que, pelo menos a mim, dá vontade de virar empresário agropecuário. Trata-se de um celeiro em Langley, British Columbia, Canadá, projectado pelo gabinete de arquitectura do filho dos donos da propriedade, um arquitecto com muito bom gosto.

barn2.jpg

Como podemos ver pelas imagens, este Swallowfield Barn assemelha-se a um celeiro clássico com a sua forma simples e revestimento de madeira vertical, enquanto o telhado apresenta uma modernidade pouco comum neste tipo de estrutura.

 

O piso térreo, para além de dar as boas-vindas aos animais residentes - vacas, porcos, ovelhas, galinhas, cavalos, gatos e até corujas - conta ainda com uma oficina. O piso superior recebe os proveitos do trabalho no campo (afinal, trata-se de um celeiro) e está ainda preparado para ser um local de encontro para a família relaxar e aproveitar os frutos de tão árduo trabalho.

barn9.jpg

Mas não só. Este “hayloft” (algo como “loft do feno”) foi concebido para ser também um espaço aberto à comunidade, adequado para a realização de concertos, casamentos, exposições de arte, leituras de poesia, angariação de fundos e jantares de mesa comprida, onde possam ser servidos os resultados da exploração da pequena quinta.

 

É caso para dizer que a assim até dá gosto trabalhar.

barn4.jpg

barn6.jpg

barn8.jpg

barn3.jpg