Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

21
Abr17

Torna-te (quase) um expert em whisky!


Filipe Gil

Whisky Like a Man

 

Como deve ser bebido um whisky? Com água, com gelo? Em que tipo de copo deve ser servido? E qual a diferença entre bourbon e whisky - e já agora entre whisky e whiskey? E é possível fazer cocktails com whisky ou é uma heresia?

Falámos com Pedro Segurado, brand ambassador da Pernord Ricard, que nos deu todas as repostas a estas e outras perguntas sobre whisky, para ficarmos uns (quase) expert na matéria:

Pedro Segurado Like A Man


Qual o momento do dia certo para beber um whisky?
Eventualmente é uma falsa questão no sentido em que as premissas pelas quais se consome o whisky são muito mais individuais do que propriamente protocolares. Em última análise o momento ideal para provar o que quer que seja, será a manhã, já que o palato não está viciado e está mais desperto. A perceção ao longo do dia vai mudando com aquilo que se vai comendo. 
Posto isto, há pessoas célebres no mundo inteiro que tinham o seu horário próprio e peculiar para o consumo, por exemplo, Winston Churchill que dividia os seus amores entre o whisky e o gin, dizia que a melhor forma de terminar um pequeno-almoço era com um shot de whisky.


Mas deve ser tomado no pós-refeição ou antes?
Se for consumido puro diria que no pós-refeição a acompanhar uma boa sobremesa, um bom queijo ou frutos secos. Se for em cocktail não vejo porque não se deva beber à hora de almoço ou a meio da tarde. Os puristas defendem que o whisky deve ser tomado de uma forma mais pura, mas cada vez mais existe uma maior oferta de cocktails de whisky.


Em relação à diferença entre whisky novo e whisky velho? Um whisky velho é sempre melhor que um novo?
Invariavelmente haverá whisky novos muito bem trabalhados e whisky velhos menos conseguidos. No whisky velho, o contacto com a madeira (nos barris) tem vários propósitos e há um processo de mutação permanente. À medida que vai envelhecendo vai ficando mais complexo e vai ganhando novas notas e uma maior complexidade. Claro que há uma altura em que esse processo se esgota. E também é dispendioso para as marcas porque há uma parte substancial do whisky que desaparece, cerca de 2 a 3% por ano.

 

Jameson Pernord Ricard Like a Man

 

E quando é um whisky de 30 anos, desaparece quase tudo?
O que é feito é que existem dois barris a envelhecer 15 anos e depois desse tempo juntam-se os dois barris num, e envelhece mais 15 anos para perfazer os 30 anos.


Mas o whisky novo é menos interessante?
Há uma série de notas que são ganhas com permanência em barril que também são perdidas quando o whisky está muito tempo no barril. Nos mais novos vão-se buscar notas que são quase impossíveis de ir buscar a whisky velhos.


Há momentos específicos para beber um whisky mais envelhecido?
O whisky velho é como um bom vinho, como uma boa refeição ou um bom cognac. E para esse tipo de produto existe uma tendência para o guardar para momentos mais especiais.

 

Four Seasons Like a Man

 

Quais as grandes diferenças entre o whisky escocês, o whiskey irlandês e o bourbon norte-americano? São apenas as questões geográficas ou há mais diferenças?
Há diferenças nas questões de fabrico. Tipicamente os whiskys escoceses são destilados duas vezes e feitos quase na sua exclusividade com cevada maltada. Os whiskeys irlandeses são destilados três vezes e feito com cevada maltada e cevada não maltada. O bourbon, que apenas é uma das categorias dos whisky norte-americanos, há outras menos conhecidas, tem que ter 51% de milho e têm de ter uma destilação, pelo menos e utilizam barris virgens. As denominações podem ser utilizadas em diferentes regiões, nos EUA há marcas que vendem whisky e marcas que vendem bourbon e são produzidas no mesmo país. E há marcas na Irlanda que escrevem whisky.

 

E o whisky nasceu na Irlanda ou na Escócia?
Supostamente nasceu na Escócia. O processo de destilação foi dominado pelos gregos no Século primeiro, e depois foi adoptado pelos árabes e o resto da Europa adota através dos árabes. Inicialmente a destilação era para perfumes e essências, mais os europeus acharam que se podia usar o processo para outras coisas mais “simpáticas”. O termo whisky vem de uma palavra gaélica e basicamente na Escócia e Irlanda, e que significa água da vida e tinha a ver com o seu propósito medicinal e que depois adoptado para um fim mais lúdico.

 

E como deve ser um whisky servido? Com gelo, sem gelo, com água, sem água?
Para os mais puristas o whisky deve ser consumido à temperatura ambiente e com um pouco de água lisa, o menos quimicamente tratada possível, para 50 cl deve colocar-se 2 a 3 gotas de água, e servirá para abrir o whisky e possibilitar uma maior percepção de sabores. A baixa temperatura adormece as nossas papilas gustativas, por isso o whisky deve ser servido a uma temperatura ambiente.

 

Com gelo?
Com gelo passado algum tempo o processo de diluição inicia-se e perde qualidade. Ou se serve menores quantidades de whisky e vai-se acrescentado mais pedras de gelo a um ritmo muito comedido, ou um whisky cheio de gelo perde as suas características pela diluição do gelo.

 

E em termos de copos? Deve ser em balão ou não há nada estipulado?
O olfacto e o paladar estão intrinsecamente ligados. Há coisas percepcionadas como sabores que são cheiros. Ao mesmo tempo que se está a beber está-se a sentir os aromas do whisky, por isso tudo aquilo que ajudar a concentrar os aromas em conjunto com o sabor, ajuda. Copos baixo, ligeiramente afunilados na parte superior para concentrar o sabor, ajuda a experiência.

 

É possível fazer food paring com whisky?
Sim, há determinados tipos de alimentos que ajudam a despertar do sabor do whisky. Queijos fortes, frutos secos (amêndoas, nozes, alperces, damascos), alimentos fumados. Nunca com uma salada de camarão, não faz sentido. Mas comidas mais fortes é perfeitamente possível.

    

Em suma:

  1. Whisky é destilado duas vezes, Whiskey é destilado três vezes e Bourbon tem 51% de milho e é destilado pelo menos uma vez.
  2. Há notas que apenas os whiskys novos têm que os whisky velhos não têm e vice-versa.
  3. Servir em copo baixo ligeiramente afunilado na parte superior.
  4. Whisky deve ser servido à temperatura ambiente com 2/3 gotas de água destilada.
  5. Whisky acompanha bem com frutos secos, queijos fortes e alimentos fumados.

Pedro Segurado Jameson Like a Man

 

Sigam os conselhos de Pedro Seguro e dos whiskys preferidos:

Whisky Novo

# Jameson Original (tem no mínimo três anos de envelhecer em barril).

Jameson Like a Man

  

Whisky velho

# Midleton

Midleton like a man

 nota - bebam com moderação e não conduzam. Divirtam-se!

Instagram Like A Man!

Siga-nos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.