Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

20
Abr17

Senhores, porque temos (ainda) alguma vergonha em cuidar de nós?


Filipe Gil

clarins spa_likeaman

 

A convite da Clarins fomos ao SPA da marca francesa no El Corte Inglés experimentar uma sessão para tratamento da pele do rosto. E se gostámos? Sim, muito. E aconselhamo-vos, homens, a fazerem o mesmo, ou então às senhoras que nos lêem que ofereçam aos seus companheiros um destes tratamentos.

 

Em primeiro lugar confesso que tive de pôr de lado alguma vergonha masculina de ir a um SPA. Ainda é algo que a maioria dos homens portugueses não faz – os que têm possibilidade para isso. Ainda é algo ainda muito ligado ao universo feminino. Mas vamos por partes:

 

Apesar do Like A Man transmitir a atitude open mind que tanto eu como o João temos na vida, tive o cuidado de ir o mais masculino possível, quase mal vestido para dar a ideia de que não perdia a minha masculinidade numa ida a um SPA, num dos pisos do El Corte Inglés que a maioria dos homens passa apenas para "lavar as vistas" – if you know what I mean!

 

A terapeuta foi muito simpática, percebeu a minha timidez e pouca experiência de ir a SPA’s e foi o mais paciente possível. Tenho tido experiência de massagens desportivas, daquelas que nos fazem chorar de dor com aquele cheiro a mentol que nos entra até pela alma, mas nestes mais zen e calmos só mesmo quando fiz Reiki. Mas é muito diferente, Com este requinte, delicadeza, foi a primeira vez, e confesso desde já que é algo que quero repetir.

 

Em relação ao tratamento, a terapeuta analisou a minha pele, que segundo ela é muito sensível e aconselhou-me a usar um protetor diariamente. Não apenas por causa do sol mas também porque ando de mota todos os dias (sobretudo com capacete aberto) e isso deixa as suas marcas na pele, e acresce rugas e envelhecimento. 

 

Clarins Spa Lisboa Like a Man

 

Durante uma hora a terapeuta fez o tratamento com uma máscara, com hidratantes, energizantes e acompanhado de algumas massagens no fundo da nuca e nos ombros. A Clarins tem toques próprios que foram desenvolvidos ao longo dos anos e isso é bem perceptível neste tratamento. 

 

Foi um tratamento completo para a pele que muitas vezes está sujeita às irritações do barbear (excelente na mesma para quem não faz a barba, como eu), e tem como objetivo purificar, hidratar e reduzir o aparecimento de rugas, para além combater as olheiras.

Os produtos usados foram todos da Clarins da linha Clarins Men (sim, uma linha só para nós!) e foram os seguintes: Gel Revilizant; Sérum Defatigant Yeux, Anti-Rides Fermeté e Baume Anti-Rides Yeux. Dica: não esfreguem os produtos na vossa cara. A não ser que sejam esfoliantes. Confesso que quase adormeci. No final, ofereceram chá, café ou água. Eu claro, pedi água. Keep It Simple, boys!

 

Clarins Men Spa Like A Man

 

Saí de lá muito bem-disposto, calmo, e percebi que a minha pele está muito melhor, com menos fadiga. E ainda hoje, passadas umas belas horas, se nota.

 

Perdi a minha masculinidade por este momento? Nem um pouco! Confesso que ainda existem algumas barreiras e teias de aranha na cabeça do homem português que quase tem vergonha em dizer que se cuida, que usa cremes, que faz máscaras. Se repararem, numa conversa de homens se alguém diz que usa mais do que dois cremes na cara é logo gozado pelos amigos. Faz parte.

 

Resumindo, foi uma experiência fantástica que vou repetir e que vos aconselho a fazer. Aqui, tal como indiquei no início deste post, peço ajuda às nossas leitoras femininas: ajudem os vossos homens a ultrapassar alguma “vergonha” que ainda temos nestas coisas da cosmética. Continuamos a ser uns durões, só que com melhor aspeto, ok?! Ofereçam-lhes um destes tratamentos (custam à volta de 70€). Vão ver que não se vão arrepender.

Instagram Like A Man!

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.