Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Like A Man

30
Jan17

Quer saber mais sobre cerveja artesanal?


LiAM

garrafaspublico_feat
É uma tendência de consumo que nos últimos dois anos se tem tornado um caso sério em Portugal. Não só pelo número de marcas que têm surgido mas, sobretudo, porque estão a mudar a percepção dos portugueses tem relação à cerveja, não só no conhecimento da bebida mas também nos vários momentos em que pode ser bebido. Quer ficar a conhecer mais este fenómeno, basta ler as linhas seguintes:

Como homens temos de saber estas coisas. Sim, sobretudo cerveja. Primeiro, a definição: o que é cerveja artesanal? Tem ingredientes diferentes da cerveja industrial? Não! É mesmo só água, malte, lúpulo e levedura. Contudo as cervejas artesanais são experimentalistas e a maioria dos produtores de cervejas artesanais procuram novos sabores e combinações explorando quer leveduras, quer maltes ou ainda lúpulos diferentes. E não não é o tamanho da produção que define se a cerveja é artesanal ou não. Há cervejeiras artesanais nos Estados Unidos de América que são maiores e produzem mais que muitas das conhecidas marcas de cerveja industrial na Europa.As cervejas artesanais, pelo seu processo de fabrico são mais instáveis que as industriais. Assim, o sabor pode variar (ligeiramente) de produção para produção. Sem nunca perder o seu traço original definido pela sua “família” de cerveja.Ora as cervejas (artesanais e industriais) estão divididas em duas grandes famílias: as Ale e as Lager.

E têm a ver com o tipo de fermentação da cerveja. As cervejas do estilo Pale Ale, Stout, Wheat, Brown, Indian Pale Ale ou American Pale Ale pertencem às “Ale”. Os estilos Pilsener (as mais bebidas em Portugal) e Bock são da família das Lager. Mas é um pouco mais complexo que isso, basta darem uma olhadela para imagem abaixo:

beervarietiesprint_zoom

E para quem está habituado à cerveja industrial, aconselho a fazerem o seguinte percurso: comecem por pedir uma Sagres Bohemia (sobretudo a do rótulo verde) ou então as Super Bock 1927 ou ainda as novas cervejas que Estrella Damm tem trazido para o nosso país. Depois então passem para uma artesanal, de preferência as Wheat.

E depois sigam os vossos gostos e arrisquem. Não há quem não fique “viciado” nas IPA’s (Indian Pale Ale) pelo sabor fantástico e amargo do lúpulo que essa tipo de cerveja sabe.Embora o fenómeno das cervejas artesanais tenha chegado um pouco tarde relativamente à realidade do resto da Europa (Madrid é uma das capitais como mais escolha)  existem marcas portuguesas de grande qualidade que podem ser encontradas em vários restaurantes e bares/lojas especializados da chamada craft beer como a Cerveteca de Lisboa e O Catraio  no Porto.

Alguns desses novos locais produzem a sua própria cerveja artesanal e têm gente especializada e com grande conhecimento que vos podem explicar, facilmente, o ABC disto das cervejas artesanais, desde o food paring à temperatura que deve ser servida. Sim, a cerveja artesanal, como o vinho tem a sua própria temperatura para ser servida. Uma cerveja super gelada congela o palato e não deixa que possamos provar a sua multiplicidade de sabores.


dois-corvos-tp14

Na cultura da cerveja artesanal o “regionalismo” é aceite, respeitado e incentivado. As marcas deste tipo de cerveja gostam de sublinhar o local onde são fabricados. A Sovina, do Porto, a Dois Corvos no bairro lisboeta de Marvila, ou a também lisboeta LX Beer, feita ali para os lados da Estefânia ou ainda Mean Sardine da Ericeira.

Aliás, um fenómeno dentro deste mundo das craft beers é o facto de muitas da fabricas, ou mini fabricas, terem disponíveis tap room onde é possível beber as cervejas à pressão e até comer uns petiscos - como é o caso da Dois Corvos e da LX Beer, entre outras.Aqui no LiAM somos experimentalistas e gostamos de testar vários sabores de cerveja e continuamos a descobrir novos sabores e novas marcas. Deixamos aqui os links de algumas que já provamos e que recomendamos:

Dois Corvos
Mean Sardine
Oitava Colina
LX Beer
Maldita
LucyLetr
a

Já sabem, no próximo jantar que derem lá em casa, em vez de comprarem aquele vinho do costume, surpreendam os amigos ou a família com uma boa cerveja artesanal. Dica importante: se for um jantar romântico com "a tal" escolham uma cerveja artesanal menos experimentalista e mais fácil de beber, uma Wheat, por exemplo. Conselho de LiAM!!!

 

 

1 comentário

Comentar post

Instagram Like A Man!

Siga-nos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.