Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

Like A Man

Provavelmente, um dos capacetes mais bonitos do mundo

Hedon_Ash Like A Man.jpg

OK, o título pode parecer exagerado, sobretudo quando se trata de gostos. Como sabem cada um tem o seu! Mas todos sabemos que há bom e mau gosto. E este capacete, o Hedon Epicurist Ash que testei durante uma semana é um hino ao bom gosto. Mas atenção, é muito do que apenas um objeto bonito. Ora leiam...

 

 

Ter um capacete que seja confortável, leve, resistente e nos salve a vida em caso de acidente é o propósito da maioria das ofertas que temos nas lojas em matéria de capacetes. Sejam eles integrais, modulares ou abertos, com as devidas diferenças, claro está. Se a isso juntarmos uma estética irrepreensível ficamos encantados com o objeto. Foi o que se passou com este Epicurist Ash da Hedon gentilmente cedido pela loja Stone 54.

 

Para quem (ainda) não sabe, a Hedon é uma marca britânica que constrói os seus capacetes à mão. A qualidade, em todos os parâmetros faz parte do DNA da marca. E a estética também, felizmente! Se hoje em dia já vemos capacetes muito bonitos e funcionais, existiu um tempo em que a estética estava alienada da funcionalidade e tudo o que era bom e funcional tinha o seu quê de feio. Com o surgimento da cultura das Café Racer, Scramblers e demais designações, a estética que muito dificilmente se via no mundo das motas desde a era de Steve McQueen & Friends, voltou. E ainda bem. 

 

A acompanhar esta moda que veio para ficar (garanto-vos!) a Hedon está a crescer no mercado. Com uma oferta de capacetes integrais e abertos, e costumizáveis. Depende do que se queira gastar. Este que experimentei é aberto e tem incorporado com uma viseira fantástica que nos protege do vento e dos insectos e nos dá uma grande amplitude de visão. Em termos de conforto, o interior é mesmo confortável (ver foto abaixo) e não é assim tão quente como pode parecer. 

HEDON_HEDONIST_LIKE A MA.jpg

 

Em termos de segurança, senti-o na pele. Apesar da vergonha que dá escrever as próximas linhas, conto o que aconteceu. Estava eu a passear a baixas rotações com uma Moto Guzzi V7 II, quando decidi dar a volta numa subida íngreme, estava a subir e quis dar meia volta a uma velocidade muito reduzida. Já estão a imaginar o resultado. A mota tombou para o lado e eu fui também atrás dela. E fui com a cabeça ao chão. Digamos que não foi nada meigo. A sorte foi estar com um Hedon na cabeça. Foi uma pancada forte, seca daquelas que com um capacete de inferior qualidade me tinha levado ao hospital. O capacete ficou um pouco riscado mas eu fiquei bem. Shit Happens

 

Ah, este capacete é feito de detalhes, para começar a caixa onde vem e o "saco" que o envolve, de uma grande qualidade. Além disso, prende-se com todas as normas de segurança e por isso não há cá modernices de clicks e clacks para juntar as fitas que apertam o capacete. São daquele com duas voltas à antiga. Não só porque lhes apeteceram, mas sim porque é mais seguro. 

Hedon Epicurist Like A Man

Mas como já ouvi dizer àqueles motards que já nascem motards: não há capacetes caros porque salvam vidas. E eles têm razão. Mesmo! Não estou a ser irónico. Este Hedon Epicurist Ash custa 480 euros na Stone 54. No fundo é um capacete digno de um motard gourmet. Vejam o vídeo e digam lá que não tenho razão: