Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

26
Fev17

Peças básicas que devem fazer parte do guarda-roupa de um homem (versão inverno)


LiAM

Meus senhores, sejamos francos, se vivermos com uma mulher as possibilidades de termos direito a mais de 25% dos armários lá de casa só para nós estarão ao nível da taxa de alfabetização da população de gorilas do Congo.Convém por isso rentabilizar o espaço, escolhendo bem as peças que ocupam esses poucos centímetros quadrados que nos restam. Uma espécie de último reduto da moda masculina dentro do nosso próprio habitat.A pensar nisso, e numa lógica de começarmos o ano com um guarda-roupa à altura, deixamos a nossa lista de peças básicas que devem ter no armário, versão inverno.

 

Para os solteiros, com direito a 100% dos armários da casa, será uma forma de organizar as coisas, colocando o foco naquilo que interessa. Ter peças que não se vestem há três (ou mais) invernos não será nunca um bom sinal. A evitar, meus senhores.Jeans escuros[gallery ids="1347,1316" type="rectangular"]Sim, nós sabemos que são vocês que usam as calças lá em casa. Pelo menos sempre que vos deixam, certo? Devem, por isso, escolhê-las bem. E manda o bom senso que um homem tenha, pelo menos, um par de calças de ganga escura no seu armário. É uma peça versátil, despretensiosa e até intergeracional. Pode ser usada de uma forma mais casual ou conjugada com um blazer. Para isso, não podem ser demasiado justas ao corpo (nada de skinny jeans) e devem estar livre de buracos, tão na moda por estes dias. Keep it simple.

 

Camisa branca
É um clássico. Independentemente da estação do ano, será uma das peças obrigatórias no guarda-roupa de um homem. Clássica ou um pouco mais desportiva, uma camisa branca é daquelas peças que fica sempre bem. Com fato e gravata, blazer, calças de ganga ou chinos, é como quiserem, meus senhores. Atenção, antes que tudo, à qualidade, já que numa peça clássica como esta vale mesma a pena investir um pouco mais, dado que será algo para usar muitas vezes. Atenção depois ao colarinho. Marcas de batom vermelho, só mesmo da senhora que detém os outros 75% dos armários lá de casa, ok?

camisa branca.jpg

 

Pullover com decote em V
Aquilo que à partida é apenas mais uma palavra gira de se dizer, ou que até pode ser confundida com o inglês “puxar para cima”, é uma peça essencial no guarda-roupa masculino. Seja em lã leve ou em caxemira, o pullover é daquelas peças de roupa em que o tipo de material pode fazer toda a diferença. Evitem as fibras estranhas e de má qualidade. Até porque sendo de boa qualidade vão poder usá-lo bastantes vezes. Podem conjugá-lo, por exemplo, com uma camisa ou, numa ocasião menos formal, com uma t-shirt por baixo. A opção de conjugar com jeans ou chinos dependerá da formalidade da ocasião, mas qualquer uma delas funciona bem e será sempre uma opção segura. Nos dias mais frios, e com o corte certo, pode até ser usado debaixo do item seguinte.

camisa.jpg


Blazer
Mínimos olímpicos. Servem para as olimpíadas, mas também neste caso. E um casaco blazer é um desses mínimos. Por muito descontraído que seja o nosso estilo de vida, um blazer no armário é o mínimo que se exige a um homem do séc. XXI. Se for apenas um, escolham-no bem. De dois botões é o que se usa por estes dias. Quanto à cor, o azul escuro é o clássico, pelo que é a nossa recomendação caso não tenham mais nenhum. O cinza e o castanho também serão boas opções. Quanto mais subtil for o blazer, com mais estilo e versatilidade podem contar. Pode ser conjugado com as peças anteriores; jeans, camisa branca e até com uma camisola com decote em V, em função da ocasião. 

 

blazer4.jpg


Casaco de pele
Lembram-se do Top Gun? Com o Tom Cruise a acelerar pelos ares ou no alcatrão com a sua mota, ao mesmo tempo que seduzia a, à data, muito atraente Kelly McGillis? O casaco de pele, à semelhança do enérgico Tom, veio para ficar. Um como o outro têm vindo a reinventar-se nos últimos anos, mas a verdade é que um bom casaco de pele consegue ser um pouco mais versátil que o Mr. Cruise, sempre mais virado para a acção. Tirando momentos excessivamente formais, é uma peça que serve para qualquer ocasião. Podem conjugar com jeans e uma t-shirt ou uma camisa; ou com umas calças chinos para uma formalidade um pouco diferente. Seja como for, é uma excelente opção para um look à homem. Na dúvida lembrem-se do “Take my breath away”. Sim, elas gostam. 

casacopele.jpg

 

Sobretudo/casaco de lã
Meus senhores, não há problema em assumirmos que também temos frio. Sim, o homem é viril, forte e másculo. Muito másculo, mesmo. Mas não é tolo. Por isso, deixem-se lá de coisas e invistam num bom sobretudo ou casaco de lã. Pode ser bege, azul escuro ou verde. O que não pode deixar de ser é quente. Atenção, por isso, à composição. Se não for 100% lã, há boas combinações de fibras, com um toque suave e que protegem do frio. Evitem as fibras menos boas e as opções totalmente sintéticas. Vai estragar-se mais depressa e não protege do frio com a mesma eficácia.

sobretudo_original.jpg

 


Calças chinos
De novo, um apelo à vossa memória cinéfila. Início da década de 80, um professor universitário vira herói de acção num filme que nos deixou a todos de boca aberta. Ficou a memória da indumentária, onde se destacava o chapéu, e até pelo chicote que o senhor dominava com mestria. Calma, não queremos que dêem uma de Indiana Jones, até porque os tempos são outros. Hoje os Chinos usam-se um pouco mais justos, mas são sempre óptima opção a ter em conta, até como alternativa aos jeans. São muito versáteis e com o corte certo podem levar-nos muito longe. Somos fãs dos modelos sem pinças e mais justos à perna (sem exageros), ideais para compromissos profissionais mas também um dia-a-dia informal, em função da conjugação com outras peças. No que toca a cores, o ideal será uma cor neutra para não passar de moda com facilidade ou competir com a conjugação de outras peças. Bege, camel, castanho, azul e até preto são boas opções. Mas podem ser mais criativos com uma cor “mostarda” ou até bordeaux.

Chinos_liam.jpg


Calçado
O Filipe já nos deu algumas dicas sobre botas, que será sempre a melhor opção para o inverno, mas há mais, nomeadamente as sapatilhas (ou ténis, como chamamos aqui em Lisboa).Há muito que este tipo de calçado deixou de ser um exclusivo para actividades desportivas ou para determinadas alturas do ano. Hoje usam-se durante todo o ano e em quase todas as ocasiões. Com os modelos certos, podemos até usar em ocasiões mais formais. Tenham isso em atenção e evitem usar ténis de corrida num baptizado, por exemplo. Parece extremo? Aposto que todos conhecemos alguém que conhece alguém que já fez isso.Mas de volta aos bons exemplos, este será um calçado bom para combinar com jeans, por exemplo, no estilo mais vezes repetido em convites para eventos: casual-chic. Quanto a cores, recomenda-se sobriedade com alguma criatividade. E para continuar a rimar, deixem a vossa personalidade transparecer na escolha. Pessoalmente acredito que os sapatos/ténis são um dos melhores espelhos da alma de um homem.  

sneakers.jpg

 

 

 

 

 

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.