Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Like A Man

17
Nov17

Meias que chegam pelo correio? Porque não?


João NC

Imaginem-se a receber um par de meias novinho (e muito estiloso) todos os meses pelo correio. Sendo que a única informação que terão a esse respeito será a periodicidade da entrega e que a qualidade das meias será sempre inquestionável. É mais ou menos esta a premissa associada à oferta da Meyash. Com um twist solidário. Ora leiam.

 

meyash2.jpg

 

Aquilo que é um conceito muito em voga lá por fora, mas que tem ainda pouca expressão em Portugal, está a começar a chegar até nós. E neste caso, veio em grande estilo (e muito bem calçado). Falo dos modelos de negócios assentes na subscrição, em que o cliente paga uma mensalidade e recebe o seu produto com uma determinada periocidade, com a particularidade de não saber ao certo o que vai receber. Ou melhor, sabe qual o produto que vai receber, mas desconhece as cores e os padrões/desenhos dos mesmos. Será uma questão de confiança.

 

 

mosaic-1l-b-large.jpg

 

Esta é a essência dos modelos de subscrição, e é também o modelo da novíssima Meyash, uma marca portuguesa (como a fonética do nome deixa adivinhar) criada por três amigos que vivem espalhados pelo mundo. Com o Manuel em Nova Iorque, o José em Londres e o Marcos no Porto, a marca que promete uma oferta de alta qualidade, design distintivo e padrões contemporâneos, está aí para nos levar a deixar as demasiado sóbrias e aborrecidas meias pretas e/ou azuis escuras na gaveta.

 

Mas não só. Para além do lado mais estético, que nos vai ajudar a todos a parecermos mais estilosos, a Meyash tem outro propósito, este mais nobre. Por cada par de meias vendido, a marca doa outro par àqueles que mais precisam, através de um acordo com a Associação de Albergues Nocturnos do Porto, a quem recentemente entregaram cerca de 650 pares. 

 

Segundo os fundadores, “a ideia de apoiar a comunidade sem-abrigo apareceu depois de percebermos que as peças de roupa são o item em maior carência nos centros de acolhimento, já que é raro pensar-se numa doação de roupa interior - as pessoas geralmente fazem doações em valor, de comida, calçado ou casacos”. Daí até optarem por seguir um modelo de Buy One, Give One, foi um pequeno passo.

 

Mas as boas notícias não se ficam por aqui. A Meyash permite também a possibilidade de oferecermos subscrições de 3 ou 6 meses como presente, incluindo a opção de inclusão uma nota escrita à mão. Ouviram senhoras? Sim, apesar de passarmos toda uma vida a argumentar que meias não são um presente simpático, desta vez a história é um pouco diferente. Sim, estas meias têm muita pinta (ou qualquer outro padrão, na verdade) e a oferta de uma subscrição será sempre um presente original, com a vantagem adicional de se tornar numa surpresa renovada a cada chegada dos correios.  

 

meyash3.jpg

 

 

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.