Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Like A Man

Like A Man

Viagem: quando em Itália, sê um homem das cavernas.

Matera.jpg

 

Senhores, a expressão “Homem das Cavernas” não será estranha a qualquer um de nós. Ou em casa dos pais, quando a mãe se queixava da desarrumação do quarto, ou já adulto quando um comportamento menos “sociavelmente aceite” terá merecido por parte da nossa cara metade um muito enérgico “pareces um homem das cavernas”, a verdade é que esta é uma expressão com que nos habituámos a conviver. Por experiência própria ou de amigos próximos (esses sim, uns verdadeiros “selvagens”).

 

Neste caso, recordamos a expressão, mas no sentido oposto. Em Matera, Itália, um lugar classificado como Património da Humanidade pela UNESCO, ser um “homem das cavernas” é algo muito moderno. Isto porque a própria cidade do estado de Basilicata é conhecida como a cidade dos Sassi, ou seja, a Cidade das Pedras. Uma combinação de diferentes eras, desde a pré-história, com as vilas do neolítico que se desenvolveram nas Idades do Bronze e do Ferro que continuaram habitadas no período dos Romanos, na Idade Média e assim por diante, até aos dias de hoje. Dias em que, se escolherem este hotel que aqui deixamos como sugestão, terão uma experiência como dificilmente irão repetir em qualquer outra parte do mundo.

 

 

 

 

Cores e miniprints são a grande tendência

image046.jpg

 

É a marca Springfield que o diz e nós acreditamos: as cores e miniprints vão ser a grande tendência masculina nesta primavera-verão.

Com linhas simples e tecidos frescos, estes outfits são marcados pela camisa como item principal e pelo jogo das camadas, com t-shirts por baixo. Para combinar, os calções estilo chino em linho vão ser as peças chave.

Mas antes que comecem a torcer o nariz e a achar que um quarentão não se devem vestir assim – o que é errado, a marca tem uma coleção mais formal, com o azul a assumir posição de destaque, combinado com tonalidades naturais como o cinza, verde e castanho.

image032.jpg

Vejam algumas das peças que achamos mais interessantes:

Spring18_Man_P1413104_11.jpg

ss18_man_243027_96.jpg

Spring18_Man_P263761.jpg

Spring18_Man_P433594_58.jpg

Spring18_Man_P13463_12.jpg

 

ss18_man_373842_12.jpg

Spring18_Man_P4903021_11.jpg

ss18_man_4903935_11.jpg

ss18_man_4903943_43.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Novo Huawei tem três câmaras Leica

P20 Pro1.jpg

 

Foi apresentada em Paris, França, neste dia 27 de março, a nova aposta de smartphones da chinesa Huawei. Tanto o P20 e P20 Pro - que possui a primeira câmara tripla da Leica no mundo dos smartphones - estão equipados com Inteligência Artificial.

 

As principais funcionalidades anunciadas pela marcas para o P20 incluem:

  • um sistema de câmara para maior captação de luz, mais detalhes e mais beleza, com a câmara tripla Leica no HUAWEI P20 Pro, com uma maior quantidade de pixéis conseguida no sector dos smartphones e ainda uma nova câmara dupla Leica no HUAWEI P20.
  • recursos fotográficos inovadores, incluindo Master AI, com funcionalidades de fotografia profissional orientadas por IA e o HUAWEI AIS.
  • moldura fina, quase impercetível e ecrãs de 5,8 polegadas HUAWEI P20 e o ecrã de 6,1 polegadas HUAWEI P20 Pro.
  • Kirin 970 com NPU dedicado e EMUI 8.1 baseado em Android ™ 8.1 para uma experiência de utilização premium e suave do interior para o exterior.

 

Huawei.jpg

Em relação aos preços, e de acordo com a marca, o P20 fica em 699.99€ e o P20 Pro em 899.99€. De certeza que nos próximos tempos vamos ouvir falar muito destes novos smartphones. Vai uma aposta?

 

 

Um serão com o Mr. Cool

steve-mcqueen.jpg

 

Se há um homem consensual ao nível do estilo, esse homem é Steve McQueen. O “The King of Cool” teria feito 88 anos no passado dia 24 de Março. Custa a imaginar um homem como o Steve McQueen com tão provecta idade, até porque as lendas não são propriamente conhecidas por envelhecerem. Infelizmente não temos de o fazer, já que o actor/realizador/louco por motas sucumbiu à doença do século em 1980, com precisamente 50 anos de idade.

 

steve-mcqueen3.jpg

Ficou o mito e as histórias associadas ao seu carácter aventureiro que o levou a sair de casa os 15 anos para tentar a sua sorte no mundo.

 

O resto é história, uma história que os fãs (e não só) podem conhecer um pouco melhor no documentário “Steve McQueen – Man On The Edge”, disponível na íntegra no YouTube.

 

steve-mcqueen4.jpg

 

Com uma hora de duração, mostra uma visão bastante ampla e real da vida do actor, desde o impacto que teve em Hollywood até à sua paixão por automóveis e, sobretudo, motas, com recurso até a home movies com, entre outros, as suas ex-mulheres. Nada disso que estão a pensar, até porque os tempos eram outros e as “Kardashians” da vida ainda não tinham popularizado as sex tapes.

 

Fica a dica: quando tiverem uma hora para conhecer um dos homens mais emblemáticos do século passado, este é o documentário a ver.

 

 

 

Já não há desculpas para não marcar férias!

Autocaravanas Like a Man.jpg

 

Deve ser do mau tempo que teima em não nos largar, mas a cada réstia de sol o LiAM começa a pensar em aventurar-se pelas paisagens do Sudoeste alentejano com as suas idilicas praias selvagens, ondas intermináveis e a vida a ser vivida em calções e havaianas nos pés.

 

Tudo isto a ser acompanhado por boa comida no prato e pela tal cerveja ou vinho. Ainda há dias demos azo a essas ideias com este post, e ainda hoje recebemos informação sobre novas hipóteses de irmos para lá. Com a cara metade, com a família ou mesmo numa roadtrip com amigos.

 

RoadTripCostaVicentina_00007.jpg

 

Ora os senhores da Hostel on Wheels têm serviços para quem procura esse tipo de "aventura". Têm roteiros feitos à medida de cada cliente e uma rede de parceiros em diferentes atividades para que não se aborreçam na viagem. Têm uma frota de 10 autocaravanas adaptadas para a roadtrip - e cada uma pode receber até 5 passageiros.

 

AutocaravanasHoW144.jpg

AutocaravanasHoW163.jpg

 

Cada veículo está equipado com WC completo, duche de água quente e cozinha, com frigorífico de 80l. Conta, também, com uma câmara de visão traseira, GPS integrado, bancos frontais rotativos, cintos de seguranças de três pontos e painel solar.

As reservas podem ser feitas online, no site ou na sede da empresa, em Telheiras (Lisboa), com a possibilidade de demonstração do produto. E têm até um serviço de assistência telefónica 24h. Convencidos? Ainda não, então vejam o vídeo:

 

 

Como ser bom pai!

Dia do Pai.JPG

Sinceramente, não sei!

Sou pai há quase dez anos e todos os dias são uma surpresa e uma eterna descoberta. Mas com o passar do tempo começo a perceber o que é realmente importante na relação entre pai e filho. Pelo que me tenho percebido - até pela minha experiência como filho - ser pai é sobretudo uma partilha. Uma troca de momentos que nos ficam gravados na memória até ao último suspiro da nossa vida.

 

Como filho, aprendi, e como pai aprendo todos os dias, que o tempo que nos resta juntos ganha-se pelos momentos que passamos a criar laços. Uns criados de propósito outros frutos do mero acaso.

 

Se tivesse que dar conselhos a quem um dia vai ser pai, aquilo que vos digo é que é uma experiência que nos muda para sempre. Deixa-nos mais velhos, mais preocupados, menos aventureiros, mais medrosos, mais pobres (financeiramente) e é uma carga de trabalhos. Ponto.

 

3100C90E00000578-3437875-image-a-19_1454968194531.

 

Mas depois há o outro lado da balança que pesa muito mais. A troca de cumplicidade, o ganho de um amor que não se consegue medir, o vermo-nos a perdurar no tempo, mesmo quando sabemos que vamos desaparecer um dia. E vermos outro ser vivo a desenvolver-se, crescer e passar por situações por que passámos. É uma experiência fantástica.

 

Por isso, mais do que listas de compras para oferecerem presentes aos vossos pais, o meu conselho muito pessoal para este Dia do Pai é que nunca é demasiado tarde, nem demasiado cedo para criar ligações. Ligações que vão perdurar por gerações. Acreditem! Bastem que sejam alimentadas.

 

6d00e1f560315ee5725e0beb.jpg

 

 

E podem ser bem simples. Aquela bebida da marca especial que partilham, aquele almoço naquele restaurante a determinado dia do mês, que às vezes parece que não calha nada bem na agenda até ao dia em que somos o único na mesa e aí nos arrependemos de termos adiado tantos encontros. 



 

Aquela ida ao futebol - mesmo que sofram por cores diferentes - ; o filme que estreia, aquela praia, aquela exposição de arte ou de carros. Aquele livro. Criem rituais. Passem-nos de pais para filhos. O ganho é extraordinário. E eterno.

 

Feliz Dia do Pai.

O restaurante onde é obrigatório ir!

Espumantaria do petisco_ like a man menu.jpg

 

Há restaurantes que nos fazem felizes. Muito. Pela experiência que nos é dada, não só a nível de sabores mas de serviço e de decoração. Pode até estar a chover “cães e gatos” lá fora - como foi o caso nessa noite - , mas lá dentro o mundo transforma-se, para bom. E saímos de lá a querer dizer aos quatro ventos o quão boa foi a experiência. É isto que vamos fazer, sem filtros!

 

Petisco Lisboa.jpg

IMG_20180314_203203.jpg

 

Escrevo sobre a Espumantaria do Petisco, ali para os lados do Castelo de São Jorge (Lisboa) mesmo ao pé do Mercado do Chão do Loureiro. A curiosidade com os espumantes é muito, muito recente. Desde que andei a fazer turismo pela zona da Bairrada e deitei por terra o mito de que espumantes só em dias de aniversário, passagens de ano e celebrações de campeonatos de futebol. E se essa curiosidade cresceu, tive aqui o momento ideal para perceber esta nova “paixão”.

 

Antes de ir, li um pouco sobre o local e a curiosidade aumentou ao saber que o chef responsável pela Espumantaria, o chef Vitor Hugo  já passou pelo 100 Maneiras e Eleven e hoje em dia está no Peixola, na Espumantaria do Cais e neste local que visitamos.

 

Em primeiro lugar, há que dizê-lo fomos muito bem recebidos por Filipe Teixeira, gerente do restaurante que nos colocou à vontade sem a simpatia forçada tão em voga em alguns dos restaurantes de moda.

 

O ambiente é muito agradável. O espaço não é grande, mas com uma decoração bem pensada e uma luz ténue o suficiente para percebemos bem o que comemos, mas que deixa que os nossos sentidos se foquem na comida e na bebida.

 

Depois os pratos começaram a chegar. Sempre acompanhados pela simpatia e informação na ponta da língua da Priscila Cruz, emprega de mesa que nos fez sentir em casa, informados e mimados. Sem exageros, com um profissionalismo exemplar. O engagment com a Espumantaria estava feito. Será que a comida conseguiria completar este início tão bom?

 

Começámos com uma sopa de ervilhas com ovo escalfado. Saborosa. Uma pena ter chegado à mesa muito quente o que não permitiu ao palato explorar o sabor como deve ser. Foi o único ponto menos positivo da noite. Mas o acompanhamento do Espumante Bruto Natural Rosé fez-nos esquecer tudo isso.

Espumante Like a Man.jpg

 

Passamos para um petisco. E, senhores e senhoras, que petisco! Escabeche de coderniz com mousse de cherovia! O role de inúmeras repetições audíveis entre os comensais de que estava divinal começou: Brutal, que sabor. Único. Fantástico. Repetido várias vezes. E sorrimos porque ainda estavámos a começar.

 

Escabeche de Coderniz Like a Man.jpeg

 


A seguir uma dupla surpresa: um espumante tinto - que confesso que nem sabia que existia - a acompanhar um Tártaro de novilho com maionese de rábano e mostarda. Aqui fiquei apreensivo. Nunca na minha vida tinha gostado de bife tártaro. Nunca, até aquele momento. Mas há mais. Sim, ainda havia mais.

 

Logo de seguida, um arroz de garoupa com camarões, acompanhado com flores comestíveis. Muito, muito bom. Se lá forem, não hesitem, este é o prato a pedir desde que acompanhem com o melhor espumante que já bebi: o Espumante da Casa, desenvolvido em parceria com a Quinta do Ferro. É seco, mas não muito. Vende-se a copo (2,5€) ou à garrafa (12€). Uma ideia: se no verão forem passear pelas colinas e passarem lá à porta comprem uma destas garrafas e levem-nas convosco e vão beber no Castelo de São Jorge.

Espumantaria da Casa Like a Man.jpeg

WhatsApp Image 2018-03-14 at 23.10.31.jpeg


A finalizar, e já completamente rendidos, vieram as sobremesas: uma mousse de chocolate com cheirinho – na muche, chef, na muche!, -  e ainda um leite creme - que nem consegui provar tal a relação de amor que estava a ter naquele momento com a mousse. Só faltou fumar um cigarro no final!

 

WhatsApp Image 2018-03-14 at 23.10.10.jpeg

WhatsApp Image 2018-03-14 at 23.10.26.jpeg

 

Isto é um conselho de amigo: vão lá! Vão estes próximos dias, e repitam várias vezes no verão, nem que seja para ficar a beber um copo de espumante – servidos nos copos Marie Antoinette – na esplanada enquanto se pica um petisco e se vê o pôr do Sol lisboeta. Como sabem, os milhares de turistas que nos visitam não estão enganados!

 

 

 

A casa do chão surpreendente

006-_dsc0531-pano-edit.jpg

Imaginem que compram uma casa incrível no centro de Lisboa. Tendo em conta o panorama imobiliário nacional já seria uma conquista. Pormenor: o apartamento necessita de muitas obras. Uma remodelação total.

 

Contratam um gabinete de arquitectura e mãos à obra. Partem umas paredes, removem revestimentos, levantam as camadas de chão que anos de proprietários foram deixando em cima do chão original e... surpresa! Há um chão em madeira absolutamente incrível e imaculado por baixo de tudo aquilo. O resultado é o que podem ver nas fotos em baixo.

 

Uma verdadeira casinha de surpresas!

Roadtrip num "Pão de Forma"?

imagesvc.timeincapp.com.jpeg

 

É um daqueles veículos que nos faz sonhar acordados. Sim, nós homens também o fazemos, embora nunca admitamos. Estamos a falar do célebre "Pão de Forma".

Pegar nesta icónica carrinha, na “tal” miúda e rumar para as praias do Sul para uns dias meio hippie, sem grandes preocupações, com ondas, areia, pouca roupa, cerveja e boa música a acompanhar, é quase idílico. Mas possível.

 

Já sabemos que nova geração da carrinha mais popular da VW virá elétrica e isso é importante para a sustentabilidade do planeta, certo? A Volkswagen chama-lhe I.D. Buzz.

id_buzz_gallery__6886-1.jpg

id_buzz_gallery__6869-1.jpg

Buzz_5-1.jpg

 

O veículo está em produção e deve chegar aos consumidores a partir de 2020 nos mercados europeus e nos Estados Unidos. Sim, ainda falta! E, acreditamos, se não tiver preços estapafúrdios que será um sucesso de vendas. A geração X (os que nasceram entre 1960 e finais de 70) vai certamente querer voltar aos belos dias.

 

Entretanto, e até lá, sabiam que podem alugar umas carrinhas destas e fazer umas “escapadelas” com muita pinta? Vejam os serviços da VW Pão de Forma para alugar ou da Siesta Campers. E marquem no calendário os dias para uma roadtrip em família, com os amigos ou com a "tal". Afinal, a maioria dos sonhos pode tornar-se realidade!

Provavelmente, as lâmpadas mais bonitas para termos em casa

Philips deco LED giant_Modern_A160_ON.JPG

Lâmpadas. Candeeiros. São dos elementos mais importantes numa casa. A sua presença e luz mudam por completo uma divisão. E estas novas lâmpadas da holandesa Philips parecem-nos muito bem.

 

A coleção chama-se Philips deco LED e são, segundo a marca "um novo toque contemporâneo à tendência de iluminação de estilo industrial e inclui lâmpadas LED de filamento gigantes e altamente elegantes, desenhadas para estarem à vista".

 

O conjunto criado pela Philips disponibiliza uma peça central a um candeeiro de pé que  pode funcionar como uma série de lâmpadas de teto suspensas.

Há duas linhas: a gama vintage para um ambiente tradicional e a gama moderna para um visual minimalista e contemporâneo. Ambas as gamas foram submetidas aos Red Dot Design Awards.As novas lâmpadas LED estarão disponíveis em várias formas únicas, incluindo: "Globo", "lágrima" e o arrojado design "Tubular". 


E agora o preço: desde 39 a 50€. Vale a pena ver mais imagens!

Philips deco LED giant_Modern_A160_OFF.JPG

 

Philips deco LED giant_Vintage_RANGE_ON_M.JPG

Philips deco LED giant_Vintage_G200_OFF.JPG

Philips deco LED giant_Vintage_A160_ON.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Philips deco LED giant_Modern_RANGE_ON.JPG

 

5 coisas que as mulheres gostam num homem

couple-on-date-shutterstock.png.jpg

 

Temos lido, visto, escutado, experienciado situações ao longo dos últimos anos que permitem ao LiAM indicar, sem quaisquer dúvidas, 5 coisas que as mulheres gostam num homem. Não, não vamos falar de beleza ou de finanças. Vamos falar de coisas que grande parte dos homens têm, mas não potenciam. Ora vamos lá a isso.

 

Conversa de homens: Chef Luís Machado

 

Chef Luís Machado Like A Man.jpg

Os Chefs são as novas rock starts? Sim e não! Depende do ponto de vista. Mas achamos que cada vez mais todos os homens podem aprender um pouco com eles. Não só a nível de cozinha mas também a nível de liderança e empreendedorismo. Voltamos a uma conversa de homens para podemos aprender com eles e partilhar convosco. Conheçam o Chef Luís Machado, as suas paixões e o que o move.

 

As contas de instagram que todos os homens devem seguir

barbara.jpg

Meus senhores, não vale a pena esconder. Todos temos uma ou outra conta de instagram que seguimos com aquele típico interesse masculino, quase académico, de perceber como param as modas. Sem outro intuito que não seja a boa disposição visual, claro.

Mulheres portuguesas que nos deixam bem-dispostos, é o tema de hoje. São modelos, actrizes, mães de família e/ou perfeitas desconhecidas fora das redes sociais. Fiquem com as páginas que devem mesmo seguir. Sem malícia, sem objectificação da mulher (#somostodosCapazes), mas com muito bom gosto. Ora vejam.

 

Afinal, o que se passa na festa mais badalada do ano?

IMG_20180224_043631.jpg

Estamos a falar da Revenge of the 90’s. Se nunca ouviram falar é porque andam muito desatentos. Mesmo muito. Na passada sexta-feira, o LiAM esteve no Centro de Congressos de Lisboa a ver ao vivo e a cores (na sua maioria fluorescentes) o que se passa na longa noite da Revenge, neste caso num evento ainda mais especial, já que se celebrou o primeiro aniversário destas festas que andam na boca de tudo o mundo. Foi o Circo Noventeiro.

E se na primeira festa foram 800 as almas presentes, na passada sexta foram 8 mil, segundo a organização. Estava muita gente – aliás, quem se ligou essa noite às redes sociais deve ter-se sentido como a única pessoa em Lisboa a não ir à festa.

Mas o que têm as Revenge de tão especial? Dizemos o que achamos nas linhas seguintes: