Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Like A Man

Like A Man

Vamos criar #activekids ?

biking.jpg

Confesso que desde há algum tempo tenho vindo a observar os amigos dos meus filhos e a maneira como se comportam – principalmente do mais velho (com 9 anos). É fantástico ver os códigos, os sinais, a forma como se tratam quando há bem pouco tempo éramos nós, que andamos agora na casa dos "intas" e “entas”, a estar ali, a ter aquele papel.

 

Gosto de sorver a alegria e a forma descomplicada como olham para o mundo. Mas há algo também que me preocupa, neles e nos meus: a dependência que têm dos ecrãs e como o exercício físico lhes passa ao lado, sobretudo o gosto por ele. E a responsabilidade é toda nossa, pais, tios, avós e amigos. Toda. Vamos mudar isto? Leiam o resto do post.

 

 

A mesa de trabalho infinita

Big Table MVRDV Like A Man.jpg

 

Todos sabemos que os ambientes de trabalho estão a mudar. De gabinetes fechados passamos para o open space e hoje em dia com o nomadismo digital, e com os espaços de cowork, as regras estão novamente a mudar. Os locais de trabalho querem-se mais agradáveis, mais confortáveis e com várias opções. A pensar nisso o atelier de design e arquitectura holandês MVRDV criou a “mesa infinita”.

 

O problema não és tu, somos nós.

_23B8140.jpg

 É daquelas frases cliché que se usam, normalmente em tom jocoso, quando nos queremos referir à forma “pouco habilidosa” como os homens terminam relacionamentos. Mas não vamos usá-la nesse contexto. Não agora. Agora serve apenas como introdução para um outro tema que normalmente causa alguma tensão entre homens e mulheres: a tendência masculina para o esquecimento de datas importantes, como os aniversários. Pois bem, minhas senhoras, desta vez tocou-nos a nós. É bem feita, senhoras e senhores. Ora leiam.

 

Está na cara que é para nós

skin.jpg

Se forem como eu, só vão perceber que o Natal está a chegar lá para dia 22 de Dezembro, ou coisa que o valha. Todos os anos é a mesma coisa, começo a prometer a mim mesmo que nesse ano é que vou comprar os presentes com tempo para não apanhar uma camada de nervos e acabo a tratar de tudo à última da hora. Resultado: gasto mais dinheiro do que queria e ganho mais uns quantos cabelos brancos com o stress. E se nós, homens, com os cabelos brancos até convivemos bem, com as rugas e deterioração da pele, já lidamos menos bem. Mas para isso, temos uma novidade. Ora vejam.

 

Mariana, a nossa primeira mulher!

mariana3.jpeg

Caso não tenham ainda reparado, o LiAM é uma plataforma assumidamente masculina. De homens para homens, piscando sempre o olho às senhoras que nos seguem (e muito bem). Mas não queríamos ficar apenas por aqui. Isto da Internet pode ser um local muito solitário, pelo que há muito que queríamos convidar uma mulher para fazer-nos companhia e com quem pudéssemos trocar dois dedos de conversa.

 

E se bem o pensámos, melhor ainda o fizemos, começando em grande uma série de entrevistas com mulheres com coisas para dizer. E a Mariana tem muito para dizer, como atesta a entrevista que se segue. Ora leiam.

 

Quem gosta de um bom vinho Alentejano?

senhora_Lisboa_LLC_vinhos_petiscos_alentejo_d4_5D1

O Alentejo é uma das regiões vinícolas mais apreciada à mesa dos portugueses. Sem menosprezar as restantes, os vinhos do Alentejo têm um lugar privilegiado nas nossas mesas, como sabem. Foi talvez com os tintos alentejanos com que começámos a apreciar cada vez mais as diferentes castas e as diferentes experiências que esta poesia líquida nos dá. E foi a partir daí que começámos a ter mais conhecimento do food paring e dos momentos para tomar um bom copo de vinho. 

 

 

 

 

 

 

 

Uma epifania sobre gelo, dores e estados de alma

 

gelo.jpg

Se leram a minha crónica de há uma semana, já perceberam que fiz asneira. Uma “brincadeira” que resultou numa ruptura de ligamentos que obriga ao uso de muletas. Enfim, coisas que acontecem, e aqui no LIAM, pelos vistos acontecem a dobrar, por razões diferentes.

No meu caso, acontece por força de uma forma de estar que me deixou a pensar. Sim, sou capaz de ter tido uma epifania. Ora leiam.